quinta-feira, 4 de março de 2010

Segura pra mim.

Hoje quando acordei, abri a janela e me arrumei imaginando o dia quente que ia ser hoje. Mas o céu me enganou. Choveu o dia inteiro. Alias, ta caindo uma tempestade daquelas que aparecem no jornal da noite falando que morros despencaram e rios transbordaram. E o céu ter me enganado me deu vontade de chorar. Chorar na mesma intensidade da chuva que batia na janela do meu quarto. Eu que sempre fui durão e não chorava por nada. Eu que sempre tive fama de insensivel e coração de pedra. Hoje em dia ando tão sensivel que me da vontade de chorar só de ver casais dividindo um guarda-chuva no meio da rua. Odeio essa gente que tem prazer, mesmo inconsientemente, em esfregar na minha cara a minha solidão e o fato de eu não ter alguem nem pra segurar a porra de um guarda-chuva pra mim. Passam todos por mim, como lembretes, se ja não bastasse esse pulso oco que eu trago dentro de mim, me lembrando a cada passo que eu estou sozinho, cada rosto na rua me deixa mais ainda na duvida se um dia vou conseguir ser bom o suficiente pra alguem conseguir segurar o guarda-chuva pra mim. E eu ando tão sensivel que fico nervoso por querer ser uma pessoa melhor, me arrumar melhor, me tornar melhor pra alguem que nem sabe da minha existência e que nem esta me esperando. E eu sempre termino meus dias sentado na sala, esperando com a minha melhor roupa e meu melhor perfume por um alguem que nunca chega. E isso, acima de todas as outras coisas, me da vontade de chorar. Esperar por alguem que você nem conhece e nem sabe se vai chegar é pior do que saber que ninguem vem. A certeza de estar sozinho é melhor do que a quase conformidade de saber que o mundo virou as costas e esqueceu da sua existência. Mas eu vou continuar com a minha melhor roupa, o meu melhor perfume, e vou engolir o choro mais uma vez. Eu não posso estar com a cara inxada ou mal arrumado quando aquele que eu esperei tanto tempo me encontrar, vai que ele resolve fugir ao perceber o quanto eu dependo de alguem pra andar na chuva, segurando o guarda-chuva pra mim.

4 comentários:

Vitor Renna disse...

Haha e eu sigo amando seus textos, estava demorando pra postar poxa!

Corbaan' disse...

Se demorou! Pow velho, adorei o novo texto. Bem profundo. Nem me lembro por quantas vezes eu me senti assim. Saberá o que fazer? Eu nunca soube o que fazer... mas fiz algo. Porque as coisas mudaram. ._.'

Jenny Guimarães disse...

Texto muito bom. adorei mesmo.
Beijos!

Mariana disse...

ouwn seu fofo.
eu seguro o guarda chuva procê tá? ♥
beijinho sweetie!